Num asilo de velhos, um ancião se dirigiu a uma colega:
- Não podemos ter sexo, mas gostaria de ter alguém para segurar o meu pênis, não creio que isso faça mal.
A coleginha concordou e durante dois meses se encontravam para tomar sol no terraço, ele tirava a estrovenga e ela pegava. Um belo dia ele desapareceu. Ela procurou por toda parte no asilo, e foi finalmente encontrá-lo no quintal, sentado ao lado de outra velhinha, que segurava o seu membro viril.
A antiga companheira ficou indignada:
- Durante dois meses eu segurei seu pênis sem problema, e agora você me deixa por uma outra. O que ela tem que eu não tenho?
O velhinho retrucou sorrindo:
- Doença de Parkinson!