O louro mal chegou na casa do seu novo dono e começou a gritar:
- Sou uma puta, sou uma puta perdida!
Ninguém sabia que ele viera de um prostíbulo. Aturdida, a boa senhora lembrou-se de que na casa do vigário havia também um louro que passava o dia inteiro rezando e imaginou que, colocando-os juntos, ele se regenerada. O vigário considerou muito boa a idéia, mas mal os 2 papagaios se encontram, a arruaceira começou a blasfemar:
- Sou uma perdida, sou uma putana. . .
Após um momento de surpresa o louro do vigário, exultou:
- Finalmente Deus ouviu as minhas preces.