Uma mulher obesa entra esbaforida numa agência bancária e, de imediato, senta-se com todo seu peso no banco de espera. Não suportando o peso, o banco se quebra, levando a gordinha ao chão. Risada geral durante alguns minutinhos.
Porém, um senhor idoso que a tudo assistiu, não parou de rir. A dita senhora, visivelmente aborrecida, o interpelou:
- Por que é que o senhor não pára de rir? Não tem pena das desgraças alheias?
- Não me leve a mal, minha senhora - respondeu-lhe o senhor ainda achando graça - é que sou banqueiro e durante toda minha vida é a primeira vez que vejo um banco quebrar por excesso de fundos!