Aquele louro viera de um prostíbulo e vivia gritando:
- Quero cu, quero cu.
Debalde, a boa senhora tentou corrigí-lo. Então soube que o padre tinha um louro educado que rezava até o terço. Consultado, o padre aquiesceu em juntar os dois, a fim de reeducar o papagaio malcriado.
Assim que ambos foram colocados juntos, o papagaio malcriado começou a gritar:
- Quero cu, quero cu.
O papagaio do padre, ouvindo aquilo, parou de rezar, largou o terço fora e exclamou indignado:
- Há 2 anos rezo para que Deus me mande uma fêmea e ele me manda logo um VIADO?